sábado, 18 de fevereiro de 2012

Andrea Bocelli - Canto Della Terra


 Canto Della Terra (2007)

My love che sei l'amore mio
Sento la tua voce e ascolto il mare
Sembra davvero il tuo respiro
L'amore che mi dai
Questo amore che
Sta lì nascosto
Andrea Bocelli nasceu em 1958, em Lajatico, na Toscana (Itália). Logo nos primeiros anos de vida, o pequeno Bocelli possuía evidentes problemas de perda de visão e foi diagnosticado com glaucoma. Quando tinha doze anos, enquanto jogava futebol, foi atingido na cabeça, e perdeu definitivamente a visão.
Demonstrando raras qualidades vocais, o garoto era incentivado a cantar e seus pais encorajavam-no com lições de piano, flauta e saxofone, desde os seis anos de idade.
Após a conclusão do seu ensino médio (1980), foi para a Universidade de Pisa, onde se graduou em Direito, tendo passado um ano trabalhando junto ao fórum local.
Aproximou-se do famoso tenor Franco Corelli que o aceitou como aluno. Devido a suas dificuldades financeiras, para pagar as aulas tocava piano à noite em bares e clubes.
Sua vida tomou um rumo inacreditável quando o famoso roqueiro Zucchero fez audições para tenores, para a gravação de um dueto de sua autoria, intitulado Miserere, na tentativa de convencer Luciano Pavarotti a gravar a canção. Zucchero lembra: “Andrea foi inacreditável! Ele tinha algo que nenhum outro tenor possuía. Ele tinha alma”.
Pavarotti ficou muito impressionado com a voz de Bocelli e perguntou: “Zucchero, quem é esse cara?” E disse que Zucchero não precisaria dele para gravar o dueto pretendido. Ele poderia usar Andrea Bocelli.
Em seguida, Bocelli começou a cantar ao lado de nomes muito famosos, como Bryan Adams, Al Jarreau e outros. Foi o vencedor do Festival de San Remo em 1994, quando cantou a universalmente conhecida “Con te partiró”, que chegou a atingir dois discos de platina, só na Itália.
Hoje, Andrea Bocelli é um dos tenores mais famosos do mundo, e foi eleito a “voz do milênio”.
Vale a pena conferir o talento de Bocelli... perfeito!

Fonte: Wikipédia e Youtube.

Nenhum comentário:

Postar um comentário