Maçã: pecado é não comer!

A maçã é um dos primeiros sabores que provamos quando crianças. A gente cresce e a maçã continua fazendo parte do nosso cardápio, pois dificilmente alguém faz cara feia para ela. No entanto, muitos não a consomem como deveriam e deixam de aproveitar esse santo remédio natural. A maçã é uma fruta completa e quase milagrosa. De acordo com Emy Takahashi, nutricionista da Clínica Deckers, na maçã existem proteínas, carboidratos, lipídeos, vitaminas e minerais. 
A maçã é um excelente alimento para começar o dia. "Em jejum ela tem um aproveitamento maior dos nutrientes", ressalta Emy. As vitaminas do complexo B, por exemplo, ajudam a regular o sistema nervoso, o crescimento, evita problemas de pele, do aparelho digestivo e queda dos cabelos. A presença da vitamina C na fruta está longe de ser como na acerola, mas a quantidade pode ser bem considerável. O fósforo previne a fadiga mental, além de contribuir para a formação de ossos e dentes. O ferro é super importante na formação do sangue. A maçã é um excelente alimento complementar que favorece especialmente a assimilação do cálcio. O alto teor de potássio contido na polpa da fruta faz, ainda, eliminar o sódio excedente e, consequentemente, o excesso de água retida no corpo.
Suculenta e ácida, a maçã estimula as glândulas digestivas e protege a mucosa gástrica. Além disso, é muito rica em substâncias chamadas flavoides, em especial a quercetina. Essas substâncias diminuem a oxidação do colesterol, impedindo que ele se acumule nas artérias. "A quercetina pode contribuir contra a formação de coágulos no sangue", ressalta Emy. Uma pesquisa da Universidade da Flórida (EUA) afirmou que comer uma maçã por dia evita o acúmulo de colesterol ruim, o LDL, nos vasos sanguíneos em até 25%.
A fruta tem a fama de causar prisão de ventre. No entanto, contém grande quantidade de fibra - uma unidade média possui, aproximadamente, quatro gramas de fibra -, o que ajuda a melhorar o funcionamento do intestino. A pectina, a principal fibra presente na maçã, é solúvel e ajuda na redução da prevenção de prisão de ventre. A maçã é um desinfetante intestinal em razão do ácido málico que possui, pois ele neutraliza a ação dos germes patogênicos.
E ela não é calórica (64 calorias em uma unidade média) e, como a maioria das frutas, é aliada para uma dieta balanceada. Uma pesquisa feita pela Universidade da Pensilvânia (EUA) revelou que comer uma maçã 15 minutos antes das refeições é cinco vezes mais eficiente que tomar inibidor de apetite. Outra coisa: o ácido ursólico presente na maçã está relacionado a um risco menor de obesidade. Isso porque ele aumenta a queima de calorias e o desenvolvimento de músculos e massa magra.

2 comentários:

  1. amei essa dica já gostava da maçã agora q é coisa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu tb amiga! Agora é maçã todo dia! kkk
      Obrigada querida! Bjo

      Excluir